2 de setembro de 2008

negro


Artigo na primeira pessoa que narra as dificuldades de um negro em ser reconhecido pelo que faz na sociedade brasileira, pretensamente não preconceituosa. O autor que apesar de ter uma obra literária, só é notado quando travestido de sambista.

Nenhum comentário: